• Há mais de 16 anos a Santo Amaro é especialista em serviços e acessórios para automóveis nacionais, importados e caminhões.

Troca de Óleo: Mitos e Verdades

Como já foi destacado em algumas matérias anteriores, a troca de óleo é mais importante para a vida útil do veículo do que muitos pensam. Sem a lubrificação adequada, pode haver desde danos simples como a redução de desempenho e o aumento do consumo de combustível, até danos mais graves como o temido “motor fundido”, que pode representar até metade do valor do automóvel na hora do conserto.

Para tratar do assunto e te ajudar, trouxemos alguns mitos e verdades sobre a troca de óleo, confira:

  1. O óleo deve ser trocado a cada 5.000 km percorridos.

MITO. O certo é verificar as indicações do fabricante para o modelo do seu veículo. Geralmente, a troca é indicada a cada 10.000 km percorridos, mas pode haver variações!

  1. Os óleos lubrificantes homologados possuem aditivos que o motor do carro precisa.

VERDADE. Esses aditivos são ideais e necessários para melhorar o desempenho do carro.

  1. O filtro deve ser trocado todas as vezes que trocar o óleo.

MITO. O indicado é que a troca de filtro seja intercalada com as de óleo. Sendo assim, ela deve ser feita a cada duas trocas de óleo.

  1. O motor deve estar frio na hora de verificar o nível e quente na hora de trocar o óleo.

VERDADE. Quando o motor do carro está quente, o óleo fica mais fino e escorre com facilidade. Já o nível deve ser verificado com o veiculo frio, pois quando quente, o óleo desce e não é possível saber a real situação do motor.

  1. Pode-se utilizar qualquer tipo de lubrificante em carros antigos.

MITO. Carros antigos, com a manutenção em dia, devem utilizar o mesmo lubrificante recomendado no manual do veículo.

Esperamos ter respondido algumas dúvidas e ajudado. Não se esqueça de trocar o óleo de seu carro! Até mais.

One thought on “Troca de Óleo: Mitos e Verdades


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0